Seja bem-vindo ao Josephine Langford Online, sua melhor e mais completa fonte sobre a atriz Josephine Langford no Brasil. Aqui você encontrará informações sobre seus projetos, campanhas e muito mais, além de entrevistas traduzidas e uma galeria repleta de fotos. Sinta-se livre para desfrutar do conteúdo que oferecemos, navegue no menu abaixo e divirta-se. Esperamos que goste e volte sempre!

Josephine Langford fala sobre fama, últimos filmes da franquia After, internet e muito mais em uma entrevista exclusiva para a Vogue Austrália. Confira a tradução da matéria na íntegra:

Josephine Langford está acostumada a mostrar seu lado emocional. A atriz criada em Perth, é claro, está em seus sentimentos interpretando Tessa Young, cuja tumultuada relação romântica com Hardin Scott (Hero Fiennes Tiffin) durou três filmes (e contando) na franquia After, baseada nos romances da fan fiction 1D de Anna Todd.

Vogue Australia: Como é a vida em Los Angeles?

Josephine Langford: É Los Angeles! Que cidade. LA estava lutando no início (da pandemia), mas agora, as coisas estão voltando ao normal, bate na madeira.

VA: Como uma jovem atriz em Hollywood, como você pensa em ser famosa?

JL: Eu sou um pouco isolada e não vou à lugar nenhum. Eu não acho que estou muito impactada com o sucesso desses filmes ainda. Sempre que sou reconhecida, é sempre por alguém que é muito educado e me cumprimenta. E quase parece que alguém da escola, que você conhece, está vindo até você. Não sinto que minha vida seja muito diferente. Mas eu também não olho muito para a internet.

VA: Falando em internet, você tem 3,9 milhões de seguidores no Instagram, mas não posta desde 2019.

JL: Eu não posso fazer isso, eu simplesmente não posso fazer isso – não é para mim.

VA: ‘After’ tem quatro filmes, ‘After: Depois da Esperança’, com lançamento previsto para 2022, é a última vez que você interpretará Tessa?

JL: Acho que sim. Nunca diga nunca, que eu saiba, esse é o último filme.

VA: Como você se sente sobre os filmes chegando ao fim?

JL: É agridoce. Sou grata por termos que terminar esta história e não há alternativa a não ser terminá-la, as coisas acabam. É agridoce não conseguir, uma vez por ano, ir ver essas pessoas com quem você trabalha há tanto tempo.

VA: Como você aborda as filmagens de cenas de sexo?

JL: Nunca tive problema com essas cenas, não sei porquê. E eu simplesmente acho que é como uma dança, como uma dança coreografada, se alguma coisa ficou mais fácil – ainda mais fácil, com os filmes três e quatro. Eu e Hero estamos tão confortáveis ​​um com o outro, agora trabalhamos juntos em quatro filmes, é realmente como fazer qualquer outra cena. Há muitas outras cenas que acho mais difíceis.

VA: Que tipo de cena você considera mais confrontadora?

JL: Como se houvesse uma cena realmente complicada, complexa, subtextual e emocional, acho que isso é mais difícil do que ser mandado sentar e beijar. Há uma cena no quarto filme (After: Depois da Esperança) onde havia algo sobre a cena que, durante o ensaio, que eu não pensei que estava funcionando. Espero que o produto final funcione no quarto filme. Acho que qualquer cena em que tenha sido filmada do lado de fora – estávamos filmando na Bulgária, no inverno, e algumas das roupas são muito curtas.

VA: Falando em roupas, Tessa tem um guarda-roupa muito mais sofisticado nos filmes posteriores. Como atriz, como a moda a ajuda a entrar no personagem?

JL: Cada filme tem um tom muito diferente e isso se reflete nas roupas. No primeiro filme (After), tinha muitos tons pastéis e um look bem jovem. E no segundo filme, parecia que havia mudado. E no terceiro e quarto filme, mudou um pouco novamente. Eu acho que Tessa está se tornando uma mulher, e ficando mais confortável, isso se reflete nas roupas. Ela ainda é uma pessoa conservadora, mas acho que ela está disposta a ser um pouco mais ousada em suas roupas, agora que voltou para si mesma.

VA: Como Tessa, você ostentou em muitas alterações. O que aconteceu com as roupas após as filmagens?

JL: Há muitas alterações! No final das filmagens, disseram-me que outras pessoas roubaram parte do guarda-roupa de Tessa. Eu tenho as sobras. Nunca sei o que acontece com as roupas após a filmagem – elas desaparecem? Se for um par de jeans e eles forem feitos sob medida para mim, e se encaixarem bem, eu adoraria levar esse par de jeans. Eu realmente amo camisas pretas. Peguei um dos vestidos, ainda não usei, mas estou com ele. É um padrão paisley verde.

VA: Muito da franquia de After é sobre o conflito entre a cabeça e o coração. Qual você segue?

JL: Eu acho que eu sigo minha cabeça e muitas pessoas diriam que eu sigo minha cabeça. Acho que meu instinto provavelmente toma decisões mais do que eu tenho consciência – não necessariamente meu coração, mas meu instinto. Às vezes acho que pode ser inteligente fazer algo, mas tenho a sensação de que não deveria e não farei isso.

Fonte: Vogue Austrália. | Tradução e Adaptação: Josephine Langford Online.