Seja bem-vindo ao Josephine Langford Online, sua melhor e mais completa fonte sobre a atriz Josephine Langford no Brasil. Aqui você encontrará informações sobre seus projetos, campanhas e muito mais, além de entrevistas traduzidas e uma galeria repleta de fotos. Sinta-se livre para desfrutar do conteúdo que oferecemos, navegue no menu abaixo e divirta-se. Esperamos que goste e volte sempre!

Depois de quatro filmes, é inevitável que, entre Hero Fiennes Tiffin e Josephine Langford, se crie uma ótima afinidade: entre uma pergunta e outra, eles não têm nenhum problema para fazer brincadeiras entre si, trocar sorrisos e olhares de cumprimento. — “Nos últimos anos, passamos mais tempo um com o outro do que com nossa família e amigos”.

Cioè Magazine: Qual foi a cena mais difícil de filmar em After Ever Happy?

Josephine: Seria muito óbvio falar que foi a cena da morte do Richard, pai da Tessa. Então, irei escolher outra: quando ela (Tessa) se muda, há um momento em que ela pendura fotos de gatos na parede. Eu tive que olhar para aquela parede e não conseguia ficar séria.

Hero: Não quero parecer muito presunçoso, mas não acho que tenha havido cenas difíceis de filmar. Estou tão acostumado com o desespero de Hardin que quase não me afeta mais. Estou me tornando um coração de pedra.

CM: Você já sofreu por amor como Tessa e Hardin?

H: Aconteceu de já me sentir mal por amor, mas graças à Deus nem tanto. Digamos que alcançar os níveis de Hardin e Tessa é bem difícil.

J: Revendo meus relacionamentos passados, talvez sim. Infelizmente, porém, não foi como com eles. Talvez esses amores não fossem tão intensos.

CM: Qual o melhor remédio para o fim de um relacionamento?

Josephine: Pode parecer clichê, mas o tempo é o melhor remédio. Não há sofrimento que não possa ser superado meses ou anos mais tarde.

CM: Hardin diz que todos podem mudar, você acredita na mudança?

Hero: Absolutamente sim. Claro, depende do contexto e da pessoa, qualquer um pode arriscar seu caminho, caráter ou hábitos se realmente quiser.

Josephine: Eu concordo com o Hero, embora eu não ache que alguém deva mudar só porque os outros dizem. Às vezes não há problema em ficar como está.

CM: Vocês não se cansam de interpretar os mesmos personagens?

Josephine: Pelo contrário, é muito reconfortante para mim interpretar a Tessa. É como se aproximar de uma velha amiga e, se possível, filme após filme, é sempre mais divertido. Conhecendo-a tão bem, posso ter um pouco mais de liberdade.

Hero: Eu nunca poderia considerar um personagem que me atribuiu e me deu tanto, como “chato”. Na verdade, acho que é um privilégio poder desempenhar um papel por tempo suficiente para aproveitá-lo ao máximo, porque agora se tem menos pressão sobre você do que no início.

Cm: Como você reagiu quando lhe disseram que iria haver um quinto filme?

Josephine: Nós sabemos disso há pelo menos um ano e eu juro que, quando descobrimos, ficamos tão chocados quanto você quando viu anúncio.

Hero: Também fiz algumas entrevistas em que, não podendo revelar a verdade, fingi que a saga na verdade acabou com o quarto filme. Finalmente não vou precisar mais mentir, que alívio!

Fonte: Cioè Magazine. | Tradução e Adaptação: Josephine Langford Online.